021

Impacto Econômico e Ambiental no Noroeste de Minas

A primeira semana de junho é marcada por ações de fortalecimento e engajamento na conservação do meio ambiente em todo o mundo. A maioria dessas ações buscam conscientizar a população dos danos antrópicos causados aos ecossistemas, como também promover estratégias de compensação e mitigação desses danos.

É sabido que a região Noroeste de Minas Gerais possui posição de destaque na produção agropecuária brasileira, e que em inúmeras situações, tem sido responsabilizada pelos principais problemas ambientais que afetam a região, principalmente a qualidade e disponibilidade dos recursos hídricos, haja vista que esta região ocupa um dos maiores perímetros irrigados da América do Sul.

Portanto, visando promover a reflexão acerca da conservação ambiental e dos recursos hídricos, a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), em parceria com a Associação dos Produtores Rurais e Irrigantes do Noroeste de Minas Gerais (IRRIGANOR), promoveram uma mesa-redonda com o tema “Barramento: Impactos econômicos e ambientais no Noroeste de Minas Gerais”.

O evento foi realizado no auditório da FACTU e contou com a participação de alunos da UFVJM, acadêmicos da FACTU, produtores rurais e figuras importantes que atuam no segmento. O momento teve ainda a parceria da SUPRAM, SISEMA, Polícia Militar 16ª CIA IND MAT, e a Faculdade de Ciências e Tecnologia de Unaí (FACTU).

Adalberto Lucas Capanema, diretor geral da FACTU, deu as boas vindas e falou da satisfação em a Faculdade poder sediar um evento tão importante para o Noroeste de Minas. Disse ainda que a instituição de ensino busca promover ações que venham de encontro com os temas propostos nessa noite memorável.

Fotos: José Ney Lopes e Elaine Santiago

 

Deixe um Comentário...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *