img_20171113_204747256

Acadêmicos participam de palestra sobre a Educação Integral no Ensino Médio

O ensino médio tem sido um dos gargalos da educação brasileira. Mudanças têm sido feitas para mudar esse quadro e uma das medidas adotadas pelo Governo Federal é a implantação da educação integral, objetivando amenizar essa preocupante realidade.

Com o intuito de esclarecer essa nova modalidade de ensino, acadêmicos dos Cursos de Administração, Ciências Contábeis e de Pedagogia da Factu, acompanhados pelas Professoras Mas. Cláudia Machado e Maria Aparecida de Oliveira, tiveram a oportunidade de conhecer um pouco a respeito da implantação e os desafios enfrentados desse novo modo de formação dos nossos jovens.

Denominada Educação Integral e Integralizadora no Ensino Médio, o professor e coordenador desta nova modalidade de ensino, Eduardo Cássio Xavier, esclareceu vários pontos muito importantes sobre sua implantação e as perspectivas em Unaí – MG. Segundo o palestrante, a Educação Integral teve início neste semestre, sendo atendidos estudantes de 07 (sete) turmas do 1º ano da Escola Estadual Virgílio de Melo Franco. Dentre os pontos positivos foram citadas a opção dos educandos por algumas das disciplinas ofertadas e a aprovação da maioria dos pais deste novo tipo de ensino; por outro lado, são muitos os desafios enfrentados, um deles é a falta de infraestrutura da escola para atendimento durante todo o dia. Quanto às perspectivas, são as melhores, sendo que nos próximos anos deverá ter início também para as turmas do 2º e 3º anos, afirmou o Eduardo.

O evento foi marcado pela brilhante exposição sobre o MoPES (Movimento Por uma Escola de Excelência), pelas estudantes Sara e Jaqueline, da Escola Estadual Virgílio de Melo Franco, movimento este liderado pela Professora Roselda, juntamente com outros docentes, corpo administrativo da referida escola e membros de outras instituições que acreditam (e investem) na qualidade da escola pública.

Agradecemos a gentileza dos convidados pelas informações e entusiasmo pela educação. Que o empenho de todos os envolvidos seja profícuo, minimizando, assim, o quadro preocupante da situação do ensino médio no Brasil. É preciso acreditar no potencial extraordinário de nossos jovens, dando a eles voz e vez e uma educação que integre conhecimento e valores que, de fato, transformem a si mesmos e a sociedade!

Deixe um Comentário...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *